BATERIAS VRLA – ARMAZENAMENTO

As baterias chumbo ácidas estacionárias reguladas por válvulas, quando armazenadas, requerem cuidados especiais para a manutenção de sua integridade. Quando recebemos os lotes enviados pelos nossos fabricantes, tomamos todas as providências necessárias para garantir qualidade dos produtos no momento da venda.

Apesar do giro de nossos produtos ocorrer dentro do período de seis meses, pode acontecer a permanência em estoque por períodos superiores. Então, existe a necessidade de se executar um excelente plano de recarga de manutenção das baterias em estoque, o que é determinante para a manutenção das características técnicas do produto e para que não ocorra sua deterioração. 

Tudo isso exige uma infraestrutura muito bem elaborada e conectada, por meio de um sistema de gerenciamento de logística e controle de qualidade, para evitar a perda de produtos em estoque.

As regras básicas para um bom sistema de manutenção de produtos em estoque é o cumprimento do “FIFO” (first in/first out). Este garante o menor prazo de permanência de produtos dentro do armazém, pois é de total interesse da empresa que funcione adequadamente em função do elevado custo de disponibilidade de produtos.

Os controles sobre as características de armazenamento são muito importantes e um dos principais fatores que atua diretamente sobre o tempo de recarga está relacionado à temperatura em que as baterias estão expostas dentro do ambiente. 

A recomendação para armazenagem é que a temperatura esteja entre 20 e 25°C, o que garantirá um período máximo de seis meses. Porém, caso o ambiente onde as baterias estiverem armazenadas seja acometido por temperaturas superiores à recomendação, haverá a necessidade de realização de recarga de manutenção em períodos inferiores a seis meses, o que elevará o custo do estoque a valores impraticáveis e, certamente, afetará o preço final do produto  no momento da venda.

O risco da não realização das recargas de manutenção é a perda do produto ainda em estoque, pois como se sabe, as baterias sofrem uma autodescarga, que gira em torno de 2% a.m em condições normais e é acelerada pelo efeito catalisador de altas temperaturas. Se a recarga não for realizada, as baterias sofrerão sulfatação e, consequentemente, a cristalização, o que pode decretar o fim da vida útil de uma bateria, sem nunca ter sido utilizada ou entrado em operação.

No gráfico abaixo mostramos as características de autodescarga e providências de recarga para situações variáveis de estoque.

Lembramos que as baterias não devem ser adquiridas para ficarem em estoque por períodos acima de seis meses. O ideal é que sejam instaladas o mais rápido possível, porém, caso isso não ocorra, é importante seguir as orientações do fabricante. Abaixo indicamos algumas recomendações que podem cooperar com a manutenção da qualidade do produto.

Para correta armazenagem das baterias, seguem abaixo algumas dicas:

  1. As baterias devem ser armazenadas em local abrigado e de preferência em áreas internas, limpas, secas, ventiladas e protegidas contra incidência de raios solares.
  1. Não armazene baterias sob temperaturas superiores a 35ºC. A temperatura recomendada para armazenagem é de 25ºC ou menos.
  1. Caso as baterias sejam armazenadas por seis meses, antes de serem instaladas devem receber uma carga de reforço ao final desse prazo. Temperaturas de armazenamento acima de 25°C reduzem o período o qual as baterias devem ser recarregadas, Por essa razão, recomendamos que independentemente da temperatura de armazenamento seja realizada uma recarga a cada três meses para assegurar a qualidade do produto.
  1. É proibido o empilhamento de baterias desembaladas. Também não é permitido empilhar outros objetos sobre as baterias;
  1. Evitar quedas de objetos metálicos sobre as baterias.
  1. Armazenamento de baterias além das temperaturas ou do tempo recomendado, sem que os procedimentos de recarga sejam realizados, resulta em perda de capacidade, perda de vida em flutuação e perda de garantia. 
  1. Mantenha registros dos tempos de armazenagem e condições de manuseio das baterias. Essas informações podem ser solicitadas pelo fabricante, em atendimento a uma eventual garantia.